ESGOTAR A DANÇA: A Performance e a Política do Movimento, André Lepecki

Livro académico, agora traduzido em português, dedicado à dança contemporânea europeia recente

ESGOTAR A DANÇA: A Performance e a Política do Movimento, André Lepecki

Livro académico, agora traduzido em português, dedicado à dança contemporânea europeia recente

Preço
17,50 €

Preço de Amigo
€ 15,75
Quantidade

Ser Amigo faz a diferença. Junte-se a nós!

TEMPORARIAMENTE INDISPONÍVEL

« Se a coreografia emerge no início da era moderna como forma de recalibrar o corpo para que este se represente a si mesmo como pleno ‘ser-para-o-movimento’, talvez o recente esgotamento da noção de dança como pura exibição de movimento ininterrupto participe de uma crítica geral a este modo de disciplinar a subjectividade, de constituir o ser. […] Se o ‘único elemento imutável’ da modernidade é, paradoxalmente, o movimento, então podemos argumentar que, ao romper a aliança entre dança e movimento, ao criticar a possibilidade de sustentar um modo de se mover num ‘fluxo e continuum de movimento’, alguma da dança recente poderá, na verdade, estar a lançar um desafio político e teórico a essa antiga aliança entre a invenção simultânea da coreografia e da modernidade como ‘ser-para-o-movimento’ e a ontologia política do movimento na modernidade. Neste sentido, esgotar a dança é esgotar o emblema permanente da modernidade. É levar o modo de criar e privilegiar uma subjectividade cinética da modernidade até ao seu limite crítico. É esgotar a modernidade, para usar a eloquente formulação de Teresa Brennan, que poderá ser entendida como sinónima do título do presente livro. »  - André Lepecki

André Lepecki é ensaísta e curador independente baseado em Nova Iorque. Professor Catedrático e Diretor do Departamento de Estudos da Performance na New York University (NYU). Doutorado pela NYU. Editor de várias antologias em teoria da dança e da performance. Foi diretor de festivais e criou projetos para HKW-Berlin, MoMA-Warsaw, MoMA PS1, the Hayward Gallery, Haus der Künst-Munich, Sydney Biennial 2016, entre outras instituições. Autor de Exhausting Dance: performance and the politics of movement (2006, publicado em treze línguas) e de Singularities: dance in the age of performance (2016). Nos anos 1980 e 1990, foi dramaturgo dos coreógrafos Vera Mantero, João Fiadeiro, Francisco Camacho e Meg Stuart/Damaged Goods. Premiado em 2008 com o prémio «Best Performance» da Association Internationale des Critiques d’Art (Secção EUA), pela direção e cocuradoria do redoing autorizado de 18 Happenings in 6 Parts de Allan Kaprow (uma encomenda de Haus der Kunst Munich 2006, apresentado na PERFORMA 07). Desde 2003, colabora com a artista de performance Eleonora Fabião em várias das suas ações.

CS100075

Ficha informativa

ISBN
9789893505137
Editor
Edições do Saguão
Idioma
Português
Ano
2023